6 de dez de 2010

Centenada?

Se há exatos 3 anos e 4 dias, os corintianos choravam pelo rebaixamento, hoje lamentamos por ter deixado campeonato Brasileiro escapar por tão pouco. Mas se algo pode nos consolar é que temos a certeza de que conquistar o título dependia apenas de nós mesmos. Lutamos até o fim, com a garra e determinação de sempre, no entanto, às vezes, não é suficiente.

Eu não sei como é torcer para outro time. E acredito que a maioria dos torcedores dos outros clubes também não saiba o que é ser corintiano. E, talvez por isso, eles não entendam que, para nós, o fato de não conquistar um título no ano do centenário não é o fim do mundo.

Claro que poderia ser diferente. Podíamos ter vencido o Flamengo pelas oitavas-de-final da Libertadores e ter, quem sabe, conquistado o título que tanto almejamos. Poderíamos ter passado mais duas rodadas com Mano Menezes e, de repente, em dois jogos, ter marcado os pontos que nos faltaram ao final do campeonato. Ou ainda, poderíamos ter vencido o Vitória há duas semanas e, assim, teríamos mais chances de sermos os mais novos pentacampeões do Brasil no último domingo.

Muitas coisas poderiam ter sido diferentes. Mas não vale a pena enumerar cada uma delas... Porque o orgulho de ser corintiano, a coragem de acreditar até o fim e o amor incondicional à camisa... isso, jamais poderia ser diferente. Porque aqui é Corinthians no tudo e no nada.