21 de out de 2010

Noir

Already missing you...

Parece que foi outro dia que nós fomos até o pet shop e, com seu olhar desesperado, você convenceu a mamãe de que, naquela pequena jaula que dividia com um gatinho branco, a melhor opção era você - mesmo com o rabinho curto e torto. Em seguida, viemos para casa e, assustado, você se enfiou debaixo da geladeira e de lá não quis mais sair.

Alguns dizem que os animais não têm personalidade. Mentira. Você, além de ser o gordinho da família - até a Meg aparecer -, sempre foi o líder, sério e arisco. Quantos arranhões e mordidas você não me deu? Quantas vezes eu tentei fazer você ronronar para mim, sem sucesso? No entanto, com o tempo, você mudou e de sério e arisco passou a dócil e carinhoso.


Há 14 anos... nós dois tão pequenininhos, e eu já te apertando :')

Vou sentir saudades dos seus miados, que eram mais expressivos do que as palavras de muita gente. Vou sentir saudades do seu olhar assustado e, às vezes, até questionador. Vou sentir saudades do seu ronronar, alto e contagiante. Vou sentir saudades de pegar você no colo e te apertar até você me olhar com cara de"poucos amigos". Vou sentir saudades... na verdade, já estou sentindo. Porque, realmente, a melhor opção era você.

Heaven sends and heaven takes.

Um comentário:

Wood disse...

Você tem esse cantinho, ainda!
E nho, toda vez que eu vejo essas coisas fico desesperada por causa do Khan. Meu primeiro animalzinho de estimação e ele está ficando idoso. Não sei como deve ser uma perda assim...mas o legal é o quanto eles nos acrescentam em tão pouco tempo ao nosso lado. Diferente de taaaantos humanos...